Fascite plantar

Fascite plantar ou Fascite plantar é um distúrbio doloroso comum que afeta o calcanhar e a planta do pé.

Trata-se de uma desordem no local de inserção dos ligamentos no osso e se caracteriza pela cicatrização, inflamação ou destruição estrutural da fáscia plantar do pé.

É frequentemente causada pela lesão por esforço repetitivo da fáscia plantar, que se intensifica com exercício físico, peso ou idade.

Embora originalmente a fascite plantar tenha sido pensada como um processo inflamatório, estudos recentes têm demonstrado alterações estruturais mais condizentes com processos degenerativos.

Como resultado das novas observações, parte da comunidade acadêmica tem defendido a mudança do nome desta condição para “fasciose plantar”.

A fascite plantar é a lesão mais comum da fáscia plantar e é a principal causa de dor no calcanhar. Aproximadamente 10% das pessoas desenvolvem fascite plantar em algum momento da vida.

Geralmente, está associada a longos períodos na posição de pé e é muito mais prevalente em indivíduos com pé chato.

Entre a população não-atleta, a fascite plantar está associada a obesidade e falta de atividade física.

A dor característica da fascite plantar é geralmente sentida na parte de trás do calcanhar e é mais intensa durante os primeiros passos do dia.

Indivíduos com fascite plantar frequentemente apresentam dificuldade para realizar a dorsiflexão do pé, o movimento de elevar o pé em direção à canela.

Esta dificuldade geralmente se deve ao retesamento do músculo da panturrilha ou do tendão de Aquiles, que é conectado à fáscia plantar.

Tratamento
O tratamento cirúrgico é indicado apenas nos casos mais graves, onde a dor é muito grande, pois as operações disponíveis são bastante difíceis.
O uso de palmilhas confeccionadas por profissionais habilitados, após uma avaliação e indicação pelo profissional responsável e tbm por um estudo biomecânico completo, é o tratamento conservador mais comum no combate à dor e no restabelecimento da qualidade de vida do paciente com este comprometimento.

As palmilhas são feitas através do molde plantar, acompanhadas pela plantigrafia, avaliação no podoscópio e em muitas solicitações pós exame de baropodometria.

admin

Comentários