Importância da Escolha Ideal de uma Almofada de Posicionamento

Antigamente, ao se selecionar uma almofada, a escolha era baseada em:

– o que era confortável;

– o que se tinha sucesso anterior;

– o que o distribuidor nos indicava;

– o que o cliente buscava;

– e por aí vai…

 

Hoje, precisamos buscar a melhor tecnologia para atender as necessidades de nossos clientes. Para tanto, sugerimos seguir alguns passos:

– Análise da Integridade da Pele: verificar coloração (palidez, cianótica, ictérica), umidade (presença de ressecamento, oleosidade e sudorese), temperatura (calor ou frio generalizados ou locais – sinais flogísticos), textura (aspereza, enrugada, fina), turgor (prega cutânea), integridade/lesões (mácula, pápula, vesícula, bolha, pústula, erosão, úlcera, fissura, etc) e presença de edema.

– Postura: Nós, seres humanos, somos seres extremamente dinâmicos. E conseguimos atribuir muito de nosso dinamismo, ao fato de termos conquistados a postura bípede. A análise da postura do usuário de cadeira de rodas é extremamente importante, pois ele permanece nesta mesma postura por muitas horas. A almofada além de promover a prevenção das úlceras, deve ainda acomodar as alterações posturais encontradas, para que caso de não consiga corrigi-las, pelo menos podemos evitar sua progressão.

– Análise Funcional: Extremamente importante é ter conhecimento de todas as limitações funcionais do usuário. Se ele é mais ativo ou mais dependente, quanto tempo ele permanece na cadeira, quais atividades ele desenvolve sob a mesma e por onde ele transita, auxiliam na determinação da almofada.

– Medidas: Dimensões anatômicas e dimensões globais – as dimensões do usuário são determinantes para a configuração e escolha da almofada/encosto apropriados.

– Registro: Registrar todas as percepções, anotações e avaliações e arquivá-las, para consultas futuras.

 

Caso não haja essas informações clínicas, precisamos de nos questionar alguns pontos para conseguir determinar as características mínimas para uma almofada. São elas:

– Qual o nível de proteção da pele necessário?

– Quanto de posicionamento é preciso? É necessário acomodação ou correção?

– Quanto de estabilidade é necessário para a função? Considerar estabilidade lateral e frontal.

 

Precisamos entender o porquê da escolha de determinada almofada/encosto. O usuário precisa ser funcional na cadeira, e a almofada/encosto deve auxiliar nisso.

O que o usuário pretende? Quais suas atividades? Por exemplo, é uma almofada que vai ser pouco utilizada, para pouco tempo na cadeira, sem muito suporte; ou é preciso muita estabilidade, pois o usuário demanda postura e é mais dependente?

Temos ainda que considerar sempre o tipo de material utilizado na fabricação daquele equipamento (se espuma, ar, híbrida, fluídos, gel), o seu design (segmentação, densidade e firmeza e contorno.

 

Após toda a análise e determinarmos a almofada ideal para o usuário, devemos avaliar se a indicação é realmente a correta. Para isso, possuímos algumas ferramentas para nos auxiliar. São elas:

– Imersão: Temos que verificar o quanto o usuário imerge na almofada, e para isso temos a INSPEÇÃO VISUAL do quanto a pelve, coxa e os trocânters estão imersos DENTRO da almofada. E o MAPA DE PRESSÃO, que avalia a superfície de contato, e mostra os pontos de pressão, através da distribuição de cor e gradiente, também é uma opção.

– Envolvimento: Verificamos aqui o quanto o contorno formado está intimamente ligado ao contorno do usuário, ou seja, a capacidade da almofada em deformar-se em torno do contorno do corpo.

 

Para tanto, podemos verificar através das MÃOS e OLHOS; FEDDBACK DO USUÁRIO e o MAPA DE PRESSÃO.

– Magnitude: Na magnitude verificamos o quão bem a almofada distribui a pressão. O objetivo é normalmente diminuir a pressão nos ísquios e espalhar para áreas que conseguem suportar carga. Para determinar isto, podemos fazer uma INSPEÇÃO NA PELE, utilizar o MAPA DE PRESSÃO, e verificar ONDE ESTÃO AS ÁREAS DE RISCO E QUÃO ALTA ESTÁ A PRESSÃO NESTE LOCAL.

 

Então para avaliar as almofadas precisamos de :

 

– Avaliar o material da Capa e a Tensão

– Quais materiais são utilizados (Lembre-se dos mecanismos e forças)

 

– Quais técnicas de design estão presentes (segmentação, densidade das camadas e contorno pré-definido)

 

 

– Qual é o contorno ou possibilidade de forma na área pélvica de carga (qual o potencial de imersão, qual o método de distribuição de peso, estabilidade lateral e frontal)

 

Para avaliar as questões clínicas, temos que ter em nossa mente a todo momento alguns questionamentos clínicos para determinar qual a almofada mais apropriada para o usuário:

– O usuário será capaz de se orientar, conscientemente, para a área pélvica?

– Quais mudanças são previstas para ocorrer com o cliente?

– Quanto capaz e complacente será o usuário ou o cuidador dentro das necessidades de manutenção?

– Quais são as considerações do estilo de vida? – Transferência e Transporte-

– O usuário pode cumprir todas as atividades funcionais no produto selecionado?

– É CONFORTÁVEL? Para o USUÁRIO!!!!!! A tolerância ao sentar foi aumentada?

– Nós fornecemos todas as justificativas necessárias?

– Qual é a consequência do usuário em não fazer uso deste equipamento?

 

Dentro das almofadas da linha JAY, podemos considerar alguns diferenciais: proteção da pele e da estabilidade, a construção e utilização, além dos fatores que melhoram a função (incontinência, calor e umidade, bactérias, fácil utilização e limpeza e a manutenção).

 

A Jay® Basic Pro oferece um suporte macio e duradouro para usuários com necessidades posturais leves e baixo risco para lesão de pele (a pele deve estar íntegra). Encaixa-se entre os trilhos do assento e o estofado. Sua espuma durável emoldada oferece leve contorno para aumentar a tolerância ao sentar e à estabilidade postural. Fornece estabilidade para ajudar a reduzir o deslizamento e o cisalhamento. Geralmente indicada para usuários de cadeiras de rodas intermitentes e ativos.

A Jay® Go desenhada para oferecer conforto, através de sua camada dupla de espuma. A camada superior é mais macia para dar conforto e a inferior é mais firme para garantir que o suporte e estabilidade não sejam prejudicados. Sua capa elástica (em quatro direções) não prejudica o benefício da espuma macia. Uma característica importante da capa é que ela, além de impermeável, faz com que o fluido que cai sobre ela, mesmo se uma gota, torna-se fácil de limpar. Outra importante característica é sua resistência à hidrólise e degradação devido aos raios UV (nas capas de poliuretano é comum seu desgaste por hidrólise e pelos raios UV). A impermeabilidade da capa se dá também pelo seu zíper especial (igual ao usado em roupas de mergulho).

A Jay® Easy tem uma camada tripla de material oferece um alívio da pressão e do cisalhamento para usuários com risco moderado de lesão da pele. Ela pode vir com base reta (uso em assento sólido) ou curvada (uso em assento flexível), sendo que ambas as opções garantem que a almofada mantenha a estabilidade em qualquer superfície de assento. Na porção de trás da base da almofada, existe um nicho sacral (similar à base da JAY X2) que previne lesão de pele em torno do cóccix, causada pelo balanço ou inclinação posterior. Ela ainda possui contornos laterais e mediais significantes para o usuário que necessita de maior posicionamento. Estes contornos promovem um posicionamento ótimo das coxas. Principalmente indicada para usuários com alterações posturais médias e necessidade de moderado suporte postural.

A Jay® Ion possui uma camada de espuma super macia no topo, uma espuma estrutural embutida de ambos os lados. Juntas, elas aliam estabilidade e conforto. Adiciona-se ainda uma camada de espuma reticulada na capa, e a JAY Ion consegue conciliar o benefício de absorver calor e umidade. Sua capa de Íon é fina e torna a lavagem muito mais rápida. Possui ainda uma capa interna impermeável, que também é limpa em segundos. Sua capa ainda possui outro benefício ela é antimicrobiana; seu tecido é impregnado com prata (estudos revelam que a prata inibe o crescimento de bactérias). E ainda, para maximizar a imersão, reduzir o cisalhamento e auxiliar de forma apropriada a redistribuição do peso corporal, sua capa é desenhada com um material elástico com baixo cisalhamento. Isto é de extrema importância, pois a redução do cisalhamento é a chave para manter a integridade da pele do usuário.

A Jay® Union – Várias almofadas fazem uso da espuma Visco® no topo da estrutura de sua espuma. Em alguns casos, a espuma se adapta ao contorno do usuário, mas em outros, requer-se modificações de posicionamento para melhor se adequar a este contorno. Como o fluido assume a forma de qualquer superfície colocada sobre ele, pode então, ser posicionado abaixo da camada superficial da espuma e assim se adaptar dinamicamente ao contorno do usuário. O resultado é ALTA performance da almofada que irá requerer o mínimo de ajuste. Assim como na Ion, o tecido de sua capa torna a lavagem rápida. Sua capa interna impermeável também pode ser limpa em segundos. Possui também o benefício antimicrobiano pela impregnação de prata no tecido.  O uso de uma camada espuma Visco® de cerca de 4 centímetros na região posterior da área do assento. Sua espuma é o que existe de mais confortável em termos de redistribuição de pressão. Seu principal ponto se encontra na habilidade de se moldar ao contorno do usuário, sem rechaçar, o que ajuda a distribuir o peso do usuário sobre uma superfície maior, reduzindo os picos de pressão.

A Jay® X2 é uma almofada extremamente leve e de baixo perfil, desenhada para usuários ativos que necessitam de posicionamento moderado e proteção moderada a alta da pele, além de ótimo conforto.  Possui uma capa interna resistente a fluidos.  Possui um corte diferenciado em sua espuma, preenchido por gel segmentado, que proporciona uma estabilidade postural.

As almofadas Jay® J3 e Fusion tiveram seu desenvolvimento baseado em diversos estudos antropométricos, a almofada J3 possui uma área de posicionamento pélvico com forma e tamanho otimizados para distribuir de forma equilibrada a pressão sobre a pelve. Disponível em três tamanhos, a área pélvica pode ser selecionada para se ajustar a pelve do usuário de forma indiferente à largura total da almofada. Os estudos da JAY sugerem que a largura da pelve varia pouco de usuário para usuário e não é proporcional à largura do quadril. A área pélvica possui quatro opções de inserções, são: Fluido JAY Flow™ de fábrica, Fluido JAY Flow™ variável (ambos levam em consideração a segmentação, que distribui melhor a pressão e gera mínima manutenção), Tecnologia ROHO DRY FLOATATION® de uma válvula e Tecnologia ROHO DRY FLOATATION® de duas válvulas (este preenchimento permite insuflar cada lado separadamente, podendo acomodar as obliquidades pélvicas). Esses preenchimentos oferecem dois principais benefícios: carregamento hidrostático (mesma distribuição de carga) e ajustabilidade, para garantir a melhor possibilidade de imersão, distribuição de pressão e estabilidade. A J3 possui três possibilidades de capas: elástica, microclimática ou impermeável. Todas possuem uma camada de espuma reticulada para oferecer maior conforto e dissipar o calor e umidade. A J3 também oferece algumas opções de modificação. Resumindo: possui excelente distribuição de carga, dissipação de calor e umidade, estabilidade ótima, indicada para quem possui elevado risco de lesão para a pele. Oferece imersão ótima dos ísquios e trocânteres, redistribuindo carga para a coxa, garantindo melhor estabilidade.

admin

Comentários